segunda-feira, 23 de março de 2009

O conjunto das nossas experiências é que faz de nós o que somos, a soma dos defeitos e sobretudo as qualidades é que nos equaciona como seres humanos, uns mais outros menos, entretanto todos aprendendo, caminhando, buscando sonhos, construindo ilusões, desconstruindo idéias, fundamental para busca de outros amanhãs. Correndo com pés descalços atrás dos desejos mais infímos, das idéias mais descabidas, dos amores mais inusitados.

Assim somos nós, (fica a autorização para quem quiser fazer parte do nós) encantadoras lunáticas, em busca das raízes do próprio coração, do pulsar mais forte das emoções... Nesse vai e vem da vida, nessa busca incessante a gente vai e volta, a gente chora e ri, a gente sobretudo AMA e desses mil amares é que nos construímos e nos jogamos no mundo para ser e fazer FELIZ.

Diferentes nas formas mais muito parecidas na essência: na busca de ser feliz.
Amei algumas pessoas nessa vida, algumas se foram e junto com elas o sentido da relação, outras o amor mudou, brotou em outra árvore.


Hoje, verde e viva, com frutos maduros e de sombra deliciosamente confortável, somos sombra que abraça e acolhe.


T.

Um comentário:

  1. Sua poesia me encanta... e me acalma! Obrigada!!!
    Te adoro!
    bjos,

    Carol

    ResponderExcluir